SUSTENTABILIDADE

LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL: IMPORTÂNCIA E PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS

No mercado atual, a sobrevivência e o sucesso das empresas ao longo dos anos dependem de como elas inserem a sustentabilidade e a responsabilidade social em todos os seus processos gerenciais e operacionais.

Por esse motivo, se você ainda tem alguma dúvida, entenda, no post de hoje, a importância da logística sustentável para o futuro das organizações e conheça os princípios e técnicas de uma das tendências mais atuais em gestão empresarial.

O QUE É LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL?

Nas últimas décadas, a gestão empresarial fomentou a discussão sobre a necessidade de garantir o crescimento econômico e social sem abandonar a preservação ambiental e a ótica da sustentabilidade.

Essa reflexão foi a base para o surgimento do conceito de logística sustentável, determinando que os processos logísticos devam combater o desperdício de recursos e garantir a redução do impacto ambiental causado pelos detritos gerados nas atividades organizacionais.

Na verdade, a sustentabilidade propõe mudanças também na organização do trabalho, na valorização do capital humano e na forma como as empresas relacionam-se entre si.

Trata-se do convite à construção de parcerias que visam ao desenvolvimento de soluções eficazes para questões como lixo e aterros sanitários, consumo de água e emissão de gases poluentes.

Para isso, a logística sustentável segue alguns princípios relacionados à preservação ambiental e à garantia da sobrevivência das próximas gerações.

QUAIS SÃO OS SEUS PRINCÍPIOS?

A logística sustentável baseia-se na crença de que é possível manter o cumprimento das metas e o crescimento do negócio por meio da economia de recursos e da redução do impacto ambiental.

Para isso, as empresas realizam pesquisas para estabelecer quais práticas devem ser reformuladas no intuito de combater o desperdício de materiais, de energia ou de tempo, entre outras ações importantes para implementação de uma filosofia sustentável.

As informações reunidas pela empresa na análise da rotina conduzem a definição de estratégias que influenciarão todos os setores e processos organizacionais.

De fato, os processos logísticos devem ser amparados por um planejamento estratégico alinhado aos objetivos do negócio, mantendo uma conexão produtiva entre todas as áreas da empresa.

Por essa razão, cada vez mais a logística constitui-se um diferencial competitivo para as empresas na atualidade.

COMO A LOGÍSTICA TORNA-SE UM DIFERENCIAL COMPETITIVO?

Na verdade, uma logística integrada e eficiente é fundamental para que as empresas possam alcançar os melhores resultados, descomplicando as tarefas e facilitando o trabalho dos colaboradores.

Manter uma cadeia de distribuição com baixo custo e elevado padrão de qualidade contribui para a satisfação dos clientes, impactando positivamente sobre a imagem e a reputação organizacionais.

Tudo isso agrega valor ao negócio, fazendo com que as empresas elevem o seu diferencial competitivo, posicionando-se de maneira mais favorável e forte no mercado.

QUAL A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL PARA O FUTURO DAS EMPRESAS?

A logística sustentável e a adoção de práticas empresarias que garantam a preservação dos recursos necessários para o desenvolvimento das sociedades é um elemento essencial para garantir o crescimento dos negócios a longo prazo.

De fato, como as empresas poderão produzir se não houver energia, pessoas e materiais necessários para desenvolver produtos ou oferecer serviços?

Assim, a logística sustentável tem duas esferas estratégicas. A primeira delas é vivida no momento presente e busca soluções imediatas para as questões que ameaçam o meio ambiente.

Já a segunda esfera da logística ambiental concentra suas análises no tempo futuro, prevendo as mudanças que serão impostas a partir da nova maneira de movimentar a economia e produzir riquezas.

A partir dessas duas visões, a logística sustentável é colocada em prática pelas empresas, e, a cada novo processo colocado em prática surge outros melhores e mais bem estruturados, graças às experiências anteriores.

COMO COLOCAR ESSES PRINCÍPIOS EM PRÁTICA?

Existem várias maneiras possíveis de se colocar a logística sustentável em prática nas empresas, por exemplo:

  • Analisando o ciclo de vida dos produtos e determinando o impacto ambiental causado;
  • Adotando o consumo consciente de energia e água;
  • Praticando a coleta seletiva, o reaproveitamento e a reciclagem dos resíduos;
  • Cumprindo as exigências dos certificados ISO;
  • Equipando a frota com veículos movidos a biocombustível;
  • Planejando as rotas de distribuição para reduzir o consumo de combustível e a emissão de gases;
  • Adotando embalagens biodegradáveis;
  • Participando de fóruns de discussão junto à comunidade local para fomento da responsabilidade social.

Além desses exemplos, a logística reversa — adotada por um grande número de empresas em todo o mundo — surge como uma forma bem estruturada de garantir a implementação da logística ambiental.

De forma resumida, a logística reversa trata do controle do fluxo de materiais na cadeia de produção, com foco no reaproveitamento de recursos e na diminuição do acúmulo de resíduos no meio ambiente.

A logística reversa também se importa com a resolução de problemas relacionados ao uso ou consumo de produtos, estabelecendo formas mais rápidas de resolver questões relacionadas às reclamações dos consumidores.

Desse modo, a logística reversa traz grandes contribuições para as empresas, no sentido de potencializar a prática da logística sustentável.

Ao orientar todos os processos gerenciais e operacionais, segundo os princípios da logística sustentável, as empresas garantem sua sobrevivência no mercado e agregam valor competitivo e econômico ao negócio.

 

Favorita.com.br