LOGÍSTICA Sem categoria

A LOGÍSTICA DA SUA EMPRESA PARA O NATAL

Quando o Natal se aproxima, muitas empresas começam a planejar sua logística para enfrentar o aumento das vendas e, principalmente, adaptar sua logística ao e-commerce e à estratégia omnichannel.

O aumento dos pedidos online é uma realidade e a previsão para este Natal é que se batam todos os recordes devido ao coronavírus. No Reino Unido, por exemplo, se espera que a porcentagem de vendas online registre um aumento de 8% em relação às estimativas iniciais para esse período, segundo um estudo da Edge Retail Insight.

Quais são os desafios que a logística deve enfrentar durante o período do Natal? Como podemos otimizar nossa logística para alcançar o sucesso? Neste artigo explicamos como consegui-lo. 

Minimizar os erros no processamento de pedidos é fundamental para otimizar nossa logística durante o Natal

Características da logística na época de Natal

Antes de analisar as soluções que otimizam a logística, é prioritário verificar o que ocorre e como a chegada do Natal afeta nossa logística:

  • Aumento dos pedidos: a demanda por produtos se multiplica e, portanto, os pedidos também. Gerenciar um volume de pedidos superior ao habitual representa uma dificuldade agregada para qualquer armazém, que corre o risco de sofrer algum dos problemas logísticos mais comuns: atrasos na expedição, operações ineficientes, rupturas de estoque, etc.
  • Rapidez no processamento e entrega: as entregas em 24 horas são mais cruciais do que nunca, pois ninguém quer ficar sem presentes no Natal. Para tal, é imprescindível agilizar a preparação de pedidos, sua expedição e entrega, enfrentando desafios logísticos como a estratégia omnichannel ou a última milha, entre outros. 
  • Maior probabilidade de erros: ao aumentar a atividade é possível que ocorram erros no picking. Ainda assim, devemos evitá-los ou limitá-los ao mínimo para que a satisfação do cliente seja plena e, ao mesmo tempo, economizar importantes custos logísticos. 
  • Logística reversa: o aumento dos pedidos e do número de devoluções é diretamente proporcional, sobretudo quando se trabalha com pedidos online. Gerenciar a logística reversa significa mais horas de trabalho, uma subida dos custos associados, além da necessidade de ter um espaço extra para realizar esse trabalho. É preciso considerar que a maior parte das devoluções ocorre após as festas natalinas. 

Em linhas gerais, as características logísticas que devemos considerar durante o Natal são parecidas às da logística omnichannel e, particularmente, ao e-commerce quando se aproximam determinadas datas, tais como a Black Friday.

A entrega dos pedidos durante a época de Natal deve ser a mais rápida e eficiente possível

Como otimizar a logística durante a época de Natal

Chegou o momento de disponibilizar o armazém para conseguir um serviço logístico eficiente no Natal, uma época do ano em que o consumo se multiplica e as entregas se tornam mais imediatas. Eis aqui algumas dicas que serão úteis:

  • Aumento do espaço e da infraestrutura. Quando a atividade aumenta, é comum ficar sem espaço no armazém ou precisar de mais infraestrutura para poder oferecer um serviço em condições. Por isso, é recomendável avaliar antecipadamente a opção de alugar novos armazéns temporários, caminhões de distribuição ou, inclusive, terceirizar a logística e confiar em um operador 3PL. O objetivo é evitar um serviço deficiente que possa decepcionar nossos clientes. 
  • Automação das operações. A primeira coisa que devemos fazer é perguntar-nos quais processos do armazém devem ser automatizados. A resposta varia em função de cada armazém, mas, em termos gerais, podemos reduzir os custos operacionais e melhorar a eficiência automatizando os movimentos de cargas com a ajuda de transportadores de paletes, transportadores para caixas e eletrovias, assim como reforçar os processos de armazenagem e extração da mercadoria de suas localizações mediante transelevadores. Por exemplo, a Schaal Chocolatier, uma das empresas líderes na produção de chocolate de alta qualidade, automatizou seu armazém da França porque trabalha com um produto sazonal, cujas vendas aumentam especialmente na época do Natal. Entre março e agosto o armazém distribui uma média de 180 paletes por dia, enquanto entre setembro e fevereiro o número sobe para 240 paletes/dia.
  • Gerenciamento sistematizado do armazém. É preciso recordar que um excelente gerenciamento do armazém se traduz em um aumento da produtividade e na redução dos erros e, consequentemente, em menos despesas. Por isso, é aconselhável implementar um programa de gerenciamento de armazém. Um software dessas características, além de gerenciar o estoque, facilita as tarefas dos operadores, pois lhes indica o tempo todo os passos que devem seguir evitando, dessa forma, erros de movimentação.

Tudo pronto para ter sucesso neste Natal

Para enfrentar um crescimento da atividade e, ao mesmo tempo, minimizar os custos adicionais, a logística de qualquer empresa deve ter capacidade para se adaptar, ser ágil e flexível diante da sazonalidade da demanda. 

Durante o Natal, o consumo se multiplica e o processamento e entrega dos pedidos tornam-se imediatos, o que obriga o serviço logístico a ser altamente competitivo. Também aumenta a complexidade devido ao crescimento do número de pedidos online decorrente da época do ano em que estamos. 

www.favorita.com.br