LOGÍSTICA

OS PRINCIPAIS CONCEITOS DA LOGÍSTICA

Basicamente, se pararmos para pensar: todos os produtos e serviços que consumimos passam por um processo de coleta e distribuição. A logística está ao longo do processo das nossas compras no mercado, produtos eletrônicos, vestimentas, compras feitas por e-commerce e aplicativos de pedidos de comida.

Por isso, entender os conceitos da logística é essencial para ficarmos por dentro das definições dessa área de negócio tão importante para todos nós.

Conceito de Logística

É comum encontrarmos pessoas que entendem a logística única e exclusivamente como transporte. Com isso, gera-se uma visão errônea e limita sobre o conceito que na verdade, também abrange outras áreas.

De maneira simplificada, podemos afirmar que o conceito de logística está relacionado com gestão de recursos e meios que possibilita a entrega de produtos, em determinado local e durante um certo período de tempo.

No entanto, para fazer todo esse processo acontecer, outros aspectos também precisam ser considerados. Portanto, quando falamos de logística, consideramos diversos processos que auxiliam essa transição de produtos de um “Ponto A” ao “Ponto B” como gestão de pessoas, de estoque, rotas e até mesmo, aspectos climáticos que podem causar interferências.

O conceito de logística foi criado e estruturado durante o período de guerra pela necessidade que surgiu de movimentar as tropas, armazenar e distribuir seus suprimentos.

A primeira vez em que o conceito de logística foi publicado e, consequentemente, ganhou mais visibilidade foi por conta do livro do Tenente-Coronel Thorpe intitulado de “Logística Pura: a ciência da preparação para a guerra” de 1917. Com isso, a logística conquistou um patamar mais alto dentro dos conceitos aplicados à guerra, juntamente com as palavras estratégia e tática.

Modais de transporte

Quando falamos em “modais de transporte” estamos nos referindo a um dos principais conceitos da logística e nos referindo sempre aos tipos de transporte, ou seja, quais são os meios mais utilizados para fazer a logística acontecer.

A pesquisa Transportes em Números realizada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) publicada em dezembro de 2019, indica quais são os principais modais de transporte utilizados no Brasil. Bem como, quais são suas respectivas participações na logística. Confira os números:

Rodoviário

Podemos afirmar que esse é o modal mais conhecido dentre os conceitos da logística e também mais utilizado no Brasil, é responsável por cerca de 61% dos transportes em logística hoje.

É o tipo de transporte mais indicado para os produtos que precisam de deslocamento a curta distância que estão acabados ou semiacabados. É também recomendado para aqueles com prazo curto de vencimento, como os produtos oriundos dos agronegócios como os grãos, laticínios e carnes.

Ferroviário

Em segundo lugar, sendo responsável pelo transporte de cerca de 20% dos produtos, esse modal é uma ótima opção quando o assunto é cargas de grandes volumes e que precisam percorrer longas distâncias.

Ao contrário do modal rodoviário que há uma flexibilidade de rotas possíveis, o ferroviário percorre somente um trajeto fixo. Com isso, muitas vezes, o transporte por rodovias acabam complementando a chegada dos produtos em seus destinos finais.

Os principais benefícios desse modal são os baixos custo e o transporte em grande escala para cargas pesadas. Por outro lado, há poucos investimentos para expansão desse modal.

Aquaviário

Esse modal se refere ao transporte que acontece através das vias aquáticas. No Brasil, apenas 13% das cargas utilizam esse meio de transporte.

Geralmente, são utilizados contêineres para armazenar os produtos e, por isso é possível transportar diversos produtos em diferentes estados físicos como líquido, sólido e gasoso. É indicado para produtos com grandes volumes que precisam percorrer grandes distâncias e que possuem baixo valor agregado.

No entanto, não é recomendado para quem busca maior agilidade no transporte.

Dutoviário

Temos aqui um dos modais de transporte menos conhecido entre as pessoas. O curioso é que no Brasil 4% das cargas são transportadas dessa forma, o que é mais do que os meios aéreos.

A operação desse modal é feita através de “tubos” que são chamados de dutos. Esses podem ser subterrâneos ou submarinos. Esse modal possibilita o transporte de grandes quantidades por longas distâncias.

A principal questão que interfere no crescimento deste tipo de modal são os altos custos de implementação, além da necessidade de licenças ambientais para instalação, mas posterior o custo operacional é baixo. É uma boa opção para transportar produtos líquidos, gasosos ou sólidos granulares.

Aéreo

Esse é um modal de transporte bem conhecido, principalmente quando o assunto é percorrer longas distâncias para locomover pessoas. Mas, quando o assunto são as cargas, o modal aéreo fica atrás de todas as outras opções citadas nesse artigo, sendo responsável por somente 2% do transporte de produtos.

Se situa como uma boa opção quando há urgência no prazo de entrega, pois os aviões conseguem percorrer longas distâncias em um curto período de tempo. Além de ser um transporte de cargas extremamente seguro.

Algumas das suas principais limitações estão no volume e quantia de carga a ser transportada, geralmente é recomendado para produtos eletrônicos, frágeis ou com período de validade baixo. Atualmente, sua utilização é baixa devido ao alto custo.

Conhecemos todos os modais de transporte que são um dos principais conceitos da logística.

www.favorita.com.br